Fairtale The BCBF waggles
The Stories, the People and the Magic of BCBF

Is There Something in the Air? (Portuguese)

The children's rhyme by Roberto Piumini translated into Portuguese

  |   TOPICS: Translators
post image
SUBSCRIBE TO THE BCBF NEWSLETTER

Get the latest updates in your inbox and sign up for more info!

Share this article

The children’s rhyme about the coronavirus Is There Something in the Air? (Che cos’è che in aria vola?), written by Roberto Piumini, one of Italy’s most beloved children’s authors, has been translated into Portuguese by Brigitte Saramago.

author post image

 O que voa no ar?

 Existe algo que eu não saiba?

 Porque não vais à escola?

 Agora um pouco sobre isso vamos falar.

 

 Vírus veste a coroa,

 Mas ele certamente não é um rei,

 E nem uma pessoa:

 Mas então o que é isso?

 

 É um pequeno safado,

 Tão pequeno que só,

 Para veres de perto,

 Deves ter um microscópio.

 

 É um rapaz venenoso,

 Que nunca fica parado:

 Intrusivo e rancoroso,

 Ele quer ir aqui e ali.

 

 É invisível e leve

 E, perigosamente,

 Guerreiro microscópico,

 Ele quer entrar nas pessoas.

 

 Mas nós somos o povo,

 Eu, tu e todas as pessoas:

 Mas eu posso, e tu podes,

 Deixa esse patife de fora.

 

 Se um espirro te escapar ,

 Espirra no teu braço:

 Para o vôo daquele bruto:

 Tu fazes, e eu também faço.

 

 Quando sais, assim que voltas,

 Vai lavar as mãos:

 Toda vez, todo dia,

 Não só hoje, também amanhã.

 

 Lava com água e sabão,

 Lava por um longo tempo e com cuidado,

 Então, se houver, o patife

 Afunda com o enxágue.

 

 Vê se a mãe ou o pai,

 quando ele volta, lava-os.

 Diga "ok!" se ele faz,

 Para a mãe diz: "Boa!"

 

 Não toques com os dedos,

 A tua boca, nariz, olhos:

 Não que seja proibido,

 Mas é melhor que não toques.

 

 Quando conheces pessoas,

 Fica um pouco longe:

 Podes ser feliz

 Sem apertar as mãos.

 

 Beijos e abraços? Não dar:

 Ao saber que esse bandido esteja por perto,

 É prudente adiar

 Todo beijo e todo abraço.

 

 Tem alguém mascarado,

 Mas não é para o carnaval,

 E ele não é um bandido armado

 Quem quer te machucar.

 

 É uma máscara suave

 Para filtrar a tua respiração:

 Porque aquele garotinho covarde

 Circule menos.

 

 E enquanto aquele garoto mau

 Anda, prejudicial, por aí,

 Querido amigo, sabes o que eu faço?

 Fico em casa.

 

 É uma ideia extraordinária,

 Uma vez que a escola está fechada,

 Até, no ar,

 Aquele bandido vira e voa.

 

 E os amigos e parentes?

 Mesmo em casa, parado,

 Os vês e os sentes :

 Vocês estão juntos na tela.

 

 Aqueles que se amam podem

 Se manter a distância:

 Beijos e abraços agora não,

 Mas palavras em abundância.

 

 Palavras são presentes,

 São sementes para enviar,

 Porque são boas sementes,

 De quem nós queremos amar.

 

 Eu, tu e todas as pessoas,

 Com cautela e atenção,

 Nós certamente venceremos

 O brincalhão desagradável.

 

 E talvez quando tivermos

 Passado neste teste,

 Todos juntos, vamos aprender

 Uma vida nova e sábia.

Roberto Piumini
Picture: Giovanna Scalfati

BCBFFIT
AITI
CEATL
STRADE

 

Share this article

Related Post